domingo, 27 de novembro de 2016

Jogos Eletrônicos para a Educação



Nessa postagem  vou comentar um pouco sobre os jogos eletrônicos, sabemos que hoje em dia não é mais possível vivermos sem o uso das tecnologias na educação.



 Vamos entender o contexto atual da nossa sociedade e desta geração, no caso a Geração Z que são as pessoas nascidas da década de 90 até 2010 e que desde crianças tiveram acesso as tecnologias e a internet, ou seja, esses nem sabem como é viver sem a facilidade do uso das tecnologias, pois já nasceram em mundo globalizado, nesse caso, como fazer que a educação seja mais atrativa para esses jovens?















Uma das formas encontradas é utilizar os jogos eletrônicos para  atrair a atenção dos discentes, pois se as aulas forem apenas com o uso da lousa e do professor explicando os conteúdos isso se tornará maçante e sem graça para os alunos, esse formato de ensino está cada vez mais obsoleto, sendo que essa geração consegue fazer várias coisas ao mesmo tempo, o pensamento é rápido e o raciocínio lógico é mais ativado, portanto os docentes tem que conhecer as tecnologias atuais para a educação e aplicá-las.

Ainda, é importante ressaltar que essa é uma preparação para o mercado de trabalho atual que é competitivo e globalizado, todos interagem com muita facilidade usando a internet e os aparelhos tecnológicos.

Os jogos eletrônicos também são usados na Educação Superior e para o desenvolvimento de profissionais.  
















Para explicar melhor o uso dos jogos eletrônicos na educação,  vou compartilhar com vocês um vídeo da  UVA- Universidade Veiga de Almeida:

E ainda temos pela frente a Geração Alpha que são as pessoas que nasceram à partir de 2010, esses já sabem como utilizar os aparelhos e aplicativos mais modernos, como smatphones, tablets, notebooks e são compreendidos como crianças mais inteligentes do que as nascidas em outras gerações.


 Espero que tenham gostado desta postagem. 

 Abraços!



Video UVA disponível em: https://youtu.be/qjrwMKrE1jc
Imagens: www.google.com.br 

A Educação à Distância

Hoje vamos falar um pouco das tecnologias que possibilitaram a educação à distância, ou seja, o mobile learning que significa aprendizagem móvel, nessa modalidade de ensino  o aluno não precisa estar  presencialmente em uma sala de aula para ter acesso ao conteúdo das disciplinas, basta ter em mãos algum tipo de aparelho móvel, como um smartphone, um  tablet ou notebook que tenha acesso a internet para acessar os conteúdos acadêmicos dos cursos EAD ( Educação à Distância), para isso é necessário que  tenha instalado os aplicativos compatíveis com o sistema operacional do seu aparelho móvel, que pode ser  iPhone, Android, iPad. 

 


A educação à distância é atualmente uma das formas mais acessíveis para que as pessoas possam fazer sua graduação, curso tecnólogo ou pós graduação de maneira flexível, economicamente viável e reconhecida pelo MEC, ou seja, o diploma terá validade para que o profissional possa exercer sua profissão.

 

Agora é só fazer a seleção de um curso em uma faculdade idônea que ofereça a modalidade EAD  para começar seus estudos sem sair de casa. 

 

 Sucesso!


Imagens:www.google.com.br

domingo, 13 de novembro de 2016

O cuidado das pesquisas na Internet e as ferramentas de publicação e compatilhamento



A internet atualmente é um dos maiores meios de interação, entretenimento, pesquisas e muito mais, porém, nem tudo que está disponível na internet pode se aproveitar, por isso é importante fazermos pesquisas minuciosas dos conteúdos e termos um olhar crítico dos materiais que lemos, sendo o Google o mais utilizado site de buscas, onde podemos encontrar uma grande fonte de pesquisas, entretanto,  temos que desenvolver estratégias de pesquisas para evitarmos os sites com informações não confiáveis.



Com as estratégias de pesquisas teremos mais chances de localizarmos materiais acadêmicos de universidades, centro de pesquisas de fontes mais seguras. Essas etapas são importantes e sempre que utilizarmos os conteúdos que localizamos na internet temos que citar as fontes, conforme as regras da ABNT, pois pode ser considerado plágio se não forem aplicadas as regras, que é um crime e que também envolve questões éticas muito sérias. Segundo  (HARRIS apud PALLOFF; PRATT, 2004, p.122):

“com exceção do plágio de um trabalho inteiro ou cópia integral parágrafo por parágrafo, o plágio ocorre, muitas vezes, porque o aluno não sabe como citar, parafrasear ou mencionar as fontes utilizadas. Muitos alunos simplesmente ignoram o que estão fazendo.”

Ou seja, algumas vezes o aluno faz o plágio sem intenção, mas por puro desconhecimento das leis que regem este assunto, nesse caso, nós professores temos que alertá-lo sobre os riscos, caso as regras não sejam cumpridas, tanto para o desenvolvimento educacional como por questões legais. 


Ainda, o discente tem que desenvolver o pensamento crítico e quando fizer uma citação tem que incluir a fonte, com isso, não será caracterizado o plágio. 
 

As ferramentas de publicação e compartilhamento

 

Existem  várias ferramentas de publicação na internet, sendo elas os blogs, youtube, Prezi, Dropbox, todas com o papel de compartilhar os trabalhos autorais e divulgação dos mais diversos temas elaborados por professores e alunos. 


A seguir será apresentado um video com o tutorial do Dropbox que está disponível em https://youtu.be/cYjBlX2dK7k:





Este é um exemplo de ferramenta tecnológica de compartilhamento de documentos, trabalhos acadêmicos e fotos muito utilizado e que os usuários não correm o risco de perder informações importantes. 


Espero ter colaborado um pouco mais  com vocês no aprendizado das tecnologias educacionais.

Até a próxima.

Imagens: www.google.com.br

sábado, 12 de novembro de 2016

As redes sociais para o uso na educação

As redes sociais são ferramentas tecnológicas muito interessantes para a interação das pessoas, conforme o entendimento de Mattar (2011)  as redes sociais pode ser usada na educação para a construção de conhecimento o que  pode enriquecer a formação dos estudantes, pois  passam a ter acesso a experiências multiculturais, de diferentes regiões e realidades.

Entretanto, enfatizo o cuidado dos conteúdos que são compartilhados, pois nem sempre são de fonte confiável, outro ponto a ser observado é o “Cyberbullying: a violência virtual”, que pessoas fazem comentários, para ofender, ridicularizar, falsificar imagens e compartilhar informações para denegrir a imagem de alguém, esse é um crime que tem se tentado combater, todavia é muito difícil identificar o “agressor”.

Mas, olhando o lado positivo, vou compartilhar uma rede muito importante para a educação que é o https://www.skoob.com.br/, esta rede social é utilizada para a busca de livros, no link: https://www.skoob.com.br/inicio/quem_somos se pode compreender a dinâmica do site.



Seguem algumas possibilidades, conforme disponível no site:

"- Comece criando o seu próprio espaço literário, o seu perfil.

- Adicione pessoas e convide os seus amigos para participar.

- Monte a sua estante de livros usando a busca de títulos.

- Marque os livros que já leu, que vai ler, que está lendo e também os que abandonou...

- Marque seus livros favoritos, os que deseja ter, os que já têm, os que são meta de leitura, os que emprestou e os que pretende trocar.

- Usando o Histórico de Leitura você pode escrever comentários e dar nota ao livro, passo a passo, enquanto lê.

- Classifique cada um dos seus livros usando a escala de estrelas: de uma a cinco.

- Escreva a resenha sobre o que acabou de ler ou já leu e divulgue-a para seus amigos!

- Plus: Se gostar de trocar livros, inscreva-se no programa de trocas e marque os livros que deseja trocar. Você começará a receber pedidos e ofertas de troca de outros skoobers!

- Participe de grupos literários que gostam do mesmo tipo de leitura que você.

- Passe a seguir seus autores e editoras favoritas.

- Siga também pessoas que possuem gosto literários como seus e acompanhe todas as atualizações que elas fizerem."

  Então, basta se cadastrar para verificar e avaliar  as possibilidades desta rede social, pois a leitura é muito importante para o crescimento educacional, social e profissional.

 

 

Imagens:www.google.com.br


domingo, 6 de novembro de 2016

As ferramentas tecnológicas que os professores podem utilizar para aprimorar suas aulas

 

Os professores tem hoje que elaborar aulas mais atrativas para envolver seus discentes,  com isso o uso das ferramentas tecnológicas e da internet, podem se alcançar tais objetivos. 

Seguem  alguns exemplos de ferramentas tecnológicas que podem ser utilizadas na educação, disponível na vídeoaula: O potencial educacional de 10 ferramentas tecnológicas de Carlos Sanches



Fonte: https://youtu.be/Q_oj60hErRE

Abraços e até a próxima!